A atividade integra o projeto “Fazendo Música no Quilombo” que busca incentivar o protagonismo da juventude e a valorização da cultura quilombola

 

De 15 a 17 de maio, 42 quilombolas de 9 comunidades quilombolas de Oriximiná participaram da oficina de documentação fotográfica na Comunidade Jauari promovida pela CEQMO-Cooperativa do Quilombo e a Comissão Pró-Índio de São Paulo com o apoio de Christian Aid e ICCO.

Ministrada pelo fotógrafo Carlos Penteado, a oficina teve por objetivos proporcionar uma reflexão sobre o uso da documentação fotográfica como instrumento para fortalecer a luta dos quilombolas e transmitir técnicas básicas de fotografia. A oficina combinou momentos teóricos com muitas atividades práticas onde os alunos e alunas puderam exercitar a arte da fotografia.

Projeto Fazendo Música no Quilombo
A oficina encerra o primeiro ano do projeto “Fazendo Música no Quilombo” que, além de contribuir com a formação artística dos(as) jovens e valorizar a cultura quilombola, buscou fortalecer a autoestima da juventude e incentivar o seu protagonismo nas organizações quilombolas. Em 2014, foram organizadas três oficinas para transmissão de técnicas de coreografia, montagem de repertório musical e técnicas rítmicas de acompanhamentos musicais e um Festival de Cultura.

O projeto trouxe uma novidade. Pela primeira vez, um grupo de jovens de diferentes comunidades de Oriximiná assumiu a responsabilidade por executar um projeto: detalhando o cronograma e o orçamento de atividades, pesquisando e estabelecendo os contatos com os potenciais instrutores; realizando as compras e documentando as atividades realizadas. O que possibilitou que eles vivenciassem os desafios de gestão do projeto e se aproximassem mais das associações quilombolas.

“É muito importante pois deu incentivo para os jovens, para entrarem na luta pela terra e pela cultura, e está melhorando porque os jovens estão resgatando e valorizando nossas culturas. Os movimentos, as oficinas estão ajudando os jovens e resgatando cada vez mais nossas culturas, e procurando cada vez mais união entre as comunidades” Deuzarina da Silva, liderança do Quilombo Espírito Santo.

CONFIRA AS FOTOS DOS PARTICIPANTES DA OFICINA: